Salário mínimo deveria ser de R$ 4.493,08, de Segunda à Quinta-Feira o salário vai para o estado

Salário mínimo poderia ser alterado para R$ 4.493,08/mês e ainda seria melhor para os empresários do que na situação atual. Mas ambos os lados teriam que abrir mão de direitos para funcionar. O prejuízo com o estado é tão grande que o trabalhador deveria chegar aos 40 anos com R$ 1.000.000,00 se investisse esse prejuízo com 0,5% de juros. Das 44 horas semanais, o estado fica com 33 horas, considerando o horário de trabalho padrão de 8 horas por dia de Segunda à Sexta-Feira e 4 horas no Sábado, o trabalhador entrega o que ganhou de Segunda à Quinta e mais uma hora da Sexta-Feira ao estado, ficando apenas com o fruto do seu trabalho de Sábado e 7 horas da Sexta-Feira. 

O salário mínimo atual, de R$ 880,00, se considerado os direitos trabalhistas tem um aumento de 27,644% conforme detalhado no artigo R$ 3.100,00 é o custo real de um funcionário com salário de R$ 1.000,00 na Indústria, chegando ao valor de R$ 1.123,27. Sendo assim, R$ 1.123,27 é o salário mínimo atual total e o custo da manutenção do estado de 75% sobre o trabalhador, na realidade o trabalhador já ganha um salário de R$ 4.493,08, mas como tem que bancar um estado gigante, lhe sobra apenas R$ 1.123,27, os outros R$ 3.369,81 são gastos na manutenção do estado.

Eu trabalho a 20 anos e em 240 meses de trabalho, se eu consegui ganhar R$ 4.493,08 em três meses foi muito, isso contando os serviços estatais que utilizei. Isso com muita dor de cabeça, empreendendo, remando contra a maré, em uma época dormia 4 horas por noite e trabalhava no mínimo 65 horas por semana. Se eu vivesse em uma sociedade livre, poderia ter ganhado isso trabalhando de boa como funcionário apenas 44 horas por semana, sem levar problema do trabalho para casa, só indo lá e fazendo o mínimo (como boa parte dos funcionários que ganham salário mínimo)

Isso é possível abrindo mão do estado, sim, fim de todas as bolsas, seguros, escolas, do SUS, remédio grátis, polícia estatal, advogado gratuito, promotoria e todas regalias que o estado banca com o dinheiro do trabalhador para quem não trabalha. Com certeza quem trabalha apoia o fim do estado, afinal, quem quer trabalhar o mês todo para ficar com apenas 25% do fruto do seu trabalho? Todos serviços prestados pelo estado podem ser prestados pela iniciativa privada de forma mais eficiente, mais eficaz e mais barata.

Segue um cálculo de custo de vida de uma família com 2 filhos, média nacional é inferior a 2 filhos, para demonstrar como estamos perdendo dinheiro com o estado:

Benefício do estado
Judiciário R$ 742,03
Segurança R$ 333,34
SUS R$ 143,27
Previdência R$ 70,40
Escola R$ 424,22
Total do Benefício R$ 1.713,26
Salário mínimo R$1.123,27
Salário Total   R$ 2.836,53
Prejuízo mínimo com o Estado R$ 1.656,55

Considerando os benefícios do estado o trabalhador recebe R$ 2.836,53, sendo que esses números poderiam ser reduzidos se fosse prestado na iniciativa privada, o gasto de R$ 742,03 no Judiciário não seria mais bancado pelo trabalhador que não utiliza o Judiciário, e a maioria passa a vida sem utilizar o Judiciário economizando R$ 742,03 por mês. Segurança também, eu pago R$ 120,00 por mês para uma empresa de segurança privada, o que nos leva a mais de R$ 213,34 por mês de economia. Vamos considerar que o prejuízo em Justiça e Segurança, seja compensado em outras áreas que muitos apontarão nos comentários, ainda são R$ 1.656,55 por mês de prejuízo!

Em 10 anos, 120 meses de trabalho, são R$ 198.786,00 de prejuízo, é o sonho da casa própria sendo consumido por burocratas. Todo brasileiro poderia ser milionário ao final da vida, somente investindo o dinheiro que perde com o estado, investindo com um juros de 0,5% + inflação a pessoa alcançaria seu primeiro Milhão com 279 meses de trabalho, ou seja com 23 anos e 3 meses de trabalho, quem começasse a trabalhar com 16 anos e 9 meses, chegaria aos 40 anos com 1 Milhão de reais. E caso a pessoa trabalhe 40 anos, 480 meses, investindo da mesma forma, acumularia R$ 3.299.003,98. Só com o juros de 0,5% ao mês já lhe daria uma aposentadoria de R$ 16.495,02 por mês e ainda tem gente que fala que o livre mercado não pensa nos idosos.

Lembrando que essa conta é baseada no salário mínimo quem ganha 2 salários mínimo por mês teria o dobro.

E como seria benéfico aos empresários? Segundo Peter Drucker, o maior guru da Administração, o fator que mais limita o crescimento de uma empresa é o tempo e perdemos muito tempo com exigências do estado.

Segundo o Doing Business, são:

  • 101,5 dias para abertura de empresa
  • 400 dias para alvará de construção
  • 42 dias para obter eletricidade
  • 25,5 dias para registro de propriedades
  • 2.600 horas por ano somente para pagar impostos
  • 91 horas para exportar
  • 209 horas para importar
  • 731 dias para executar um contrato
  • 4 anos para resolução de insolvência

Esses números são uma média em São Paulo, podem ser muito piores. O Brasil perde para 115 países  na facilidade de empreender e fazer negócios, sem o estado subiríamos ao topo da lista, atrairíamos empresas do mundo todo gerando uma concorrência pela mão de obra o que levaria ao aumento do salário, se acredita que R$ 4.493,08/mês já é um bom salário, sem o estado travando o empreendedorismo daria para ganhar muito mais.


Por Renato Furtado

Saiba mais:

A terceirização do socialismo, a nova arma do Marxismo Cultural no Brasil e no Mundo

Gasolina seria vendida a R$ 0,49/litro nos postos se não existisse o governo

O governo provoca crises para se fortalecer, você já pagou R$ 66.797,93 de imposto esse ano

FGTS, INSS e Aviso prévio, roubo ao cidadão disfarçado de direito

Como instalar a Democracia Plena no Brasil

Renato Furtado
Sobre Renato Furtado 100 Artigos
Monoteísta Noeísta, empresário e luta pela Democracia Plena. Dono da página Todo Trabalhador é Capitalista e RenatoFurtado.com no Facebook.

Seja o primeiro a comentar

Comente para que eu possa evoluir a cada artigo