Venda sua Honestidade

A honestidade se torna cada vez mais escassa, a malandragem tem prevalecido e consequentemente uma crise mundial se estabeleceu. Como tudo que se torna escasso se valoriza, a honestidade tem sido cada vez mais valorizada e venho clamar por meio desse artigo: Venda sua honestidade.

Quando criança eu costumava ir na padaria mais próxima de casa para comprar pães e uma vez meu primo me alertou que tinha uma pessoa trabalhando no caixa que estava roubando na hora de entregar o troco para cada crianças, eu ainda estava aprendendo a subtrair na época e não conferia o troco, mas na minha próxima ida à padaria pedi para outro adulto conferir o troco e realmente estava errado então voltei no caixa peguei o valor correto e passei a evitar comprar lá até que aquela caixa deixou de trabalhar lá.
Em outra ocasião eu comprava fitas de vídeo game em uma loja e já havia comprado algumas vezes, mas dessa vez estava sem todo o dinheiro e ofereci uma fita usada na troca pagando a diferença. Por telefone, me falaram que uma pirata usada custaria um valor e se fosse uma original pagariam proporcionalmente mais se estivesse bem conservada. Mas quando fui até a loja me disseram que a minha original valia o mesmo preço da usada, consequentemente não voltei mais a loja.
No ano passado pedi a instalação de internet da OI Velox e apesar de não instalarem a internet, após alguns dias chegarão duas contas, liguei para eles explicando a situação e não tomaram atitude alguma, pois disseram que o técnico havia instalado e depois desinstalado justificando a cobrança, mas a verdade é que o técnico não chegou a instalar, apesar de eu ter gastado com a instalação interna esperando a chegada dele, ele não veio na data marcada e quando liguei para ele para remarcar e ele me disse que não havia disponibilidade de rede de internet, então liguei cancelando e me disseram que estariam cancelando sem me avisar de cobrança alguma.
No início desse ano uma outra situação me fez ver que ainda existem pessoas honestas.
Quando cheguei na fila do caixa de um supermercado, uma funcionária me perguntou se eu tinha perdido algum dinheiro, pois ela viu dinheiro no chão, respondi que não e ela disse que deixaria no balcão de informações caso algum dono do dinheiro aparecesse. Alguns minutos depois chegou uma senhora desesperada que não estava achando seu dinheiro e não tinha outra forma de pagar, pois era tudo que ela tinha, após perceber que aquela era realmente a dona do dinheiro, o homem que estava na minha frente da fila retirou uma parte do dinheiro do seu bolso e disse que tinha guardado o dinheiro que ele tinha visto no chão para que ninguém roubasse e então devolveu para a senhora já avisando que o restante estava no balcão do supermercado, perguntando no balcão disseram para a senhora que não tinha dinheiro algum ali, nesse momento eu e todos a minha volta se revoltaram e buscamos a funcionária que estava com o dinheiro.
Nos três primeiros casos fui surpreendido por pessoas desonestas, que me fizeram desistir de comprar dessas empresas, gerando prejuízos as empresas. Porém no quarto caso, mesmo com dificuldade, a honestidade venceu e pude observar que o ser humano ainda valoriza a honestidade no olhar de agradecimento daquela senhora de idade após recuperar o dinheiro para seu mantimento mensal.
E como faço para vender a honestidade? Eu particularmente ofereço a verdade a meus clientes sempre, se um cliente comprar uma mercadoria, busco sempre explicar as vantagens e desvantagens do produto para que o cliente não leve gato por lebre, quando preciso entregar o produto e acontece um problema no caminho, explico o ocorrido sem inventar histórias e quando me pagam mais do que devem, eu devolvo o troco exato, dessa forma o cliente sente confiança em comprar comigo e consigo vencer a concorrência.
E para quem não está trabalhando? Entrevistei muitos candidatos e posso dizer que são raros casos da pessoa oferecer sua honestidade em uma entrevista, sendo esse o bem natural mais valorizado em um funcionário. Muitos reclamam que não conseguem um bom serviço por falta de QI ( Quem indica), porém se ninguém está te indicando, é melhor rever suas atitudes, pois as pessoas indicam a quem possam confiar e pessoas desonestas não são indicadas. Uma empresa pode pagar 10% a mais para uma pessoa com histórico de honestidade, ou seja você trabalha 10 meses e recebe por 11 meses de uma pessoa desonesta. A honestidade compensa sim.

 

Renato Furtado
Sobre Renato Furtado 100 Artigos
Monoteísta Noeísta, empresário e luta pela Democracia Plena. Dono da página Todo Trabalhador é Capitalista e RenatoFurtado.com no Facebook.

Seja o primeiro a comentar

Comente para que eu possa evoluir a cada artigo