Uma noite na Suíte 14 – Mais Ostentação, Menos Pobreza

banheira-de-espuma
Suíte 14, Banheira de Espuma

Escutando a música Suíte 14 percebi que já passei pelos momentos descritos na música, mesmo que sejam únicos, foram experiências excelentes, todas pessoas devem viver momentos de prazer e de ostentação na vida com a maior frequência possível e isso me faz agradecer a Deus por não ter nascido em um país totalmente comunista. Apesar do socialismo cada vez mais forte no país, ainda podemos desfrutar de momentos top na vida. Cada um de acordo com suas possibilidades financeiras, mas todos que trabalham ainda podem ter bons momentos assim. Eu luto pelo livre mercado, pois sei que sem termos que entregar 75% do nosso dinheiro ao governo, todos poderíamos desfrutar ainda mais das bênçãos do capitalismo.

Nós dois nos amando e a lua por testemunha
Nós dois nos amando e a lua por testemunha

Estive no Shopping Iguatemi Campinas poucos dias após a inauguração da ampliação e mesmo com as lojas ainda fechadas o passeio valeu a pena. Só de estar em um ambiente top já me sinto bem. Muitos são contra a venda de produtos caros, mas eu sou totalmente a favor. Não tenho inveja de quem pode ir às compras todo dia ou até mesmo toda semana, eu admiro quem batalhou economizou e venceu, podendo hoje ter uma vida melhor, aos que compram com dinheiro roubado (políticos por exemplo), desprezo.

Jantar a luz de velas
Jantar a luz de velas

Por um bom tempo da minha vida rejeitei a ostentação, inclusive as músicas ostentação quando começaram a chegar dos Estados Unidos da América, achava absurdo tanta gastação de dinheiro, mas sinceramente qual a finalidade do trabalho se não colhermos os frutos? Somente você sabe onde melhor gastar seu dinheiro, para uns pode ser bobeira ir em um motel com teto solar e piscina, para outro um jantar a luz de velas e para outros uma banheira de espuma, mas poder decidir entre o que quer e o que não quer é um direito natural, nenhum imposto deve ser cobrado, nenhum cidadão deve ser impedido de gastar seu próprio dinheiro para entrega-lo a um político coercitivamente.

Champagne com cereja
Champagne com cereja

Toda ação e todo investimento deve ser voluntário ou nos tornamos escravos do sistema estatal que nos impede de curtir as coisas boas da vida. A cultura da idolatria a pobreza no Brasil tem buscado criar uma legião de pobres alienados que dizem amar a pobreza, amar a favela. Eu não vejo vantagem em morar em uma favela, qual a vantagem de uma pessoa não ter saneamento básico? De faltar luz frequentemente, de não ter acesso a sua casa com um carro? De ter acesso limitado as correspondências apenas nos dias em que os correios tem escolta para seus entregadores? Quando alguém ostenta a favela, é por que é o que a pessoa tem para ostentar, cada um ostenta aquilo que tem, porém nunca é melhor ser pobre do que rico, tanto que tem a frase: “Dinheiro não traz felicidade, me dê tudo que tem e seja feliz.”

e a vida inteira o nosso Amor de sobremesa
e a vida inteira o nosso Amor de sobremesa

O culto a miséria é ensinado pelo governo para que a população não sinta falta de ter acesso a tudo que ela poderia comprar se o governo não existisse, hoje uma pessoa que ganha R$ 1.000,00 por mês entrega R$ 3.000,00 por mês para o governo, isso é absurdo. O governo impede os cidadãos de ostentarem e depois colocam pessoas na mídia para tentar ridicularizar a cultura do funk e sertanejo ostentação que cresce a cada dia. As 25 músicas mais tocadas são sertanejas e a elite comunista pira, o governo e seus cupinchas não conseguem engolir que a industrialização trouxe o luxo para a periferia e tentam criar campanhas e patrocinar cantores que dizem amar a favela, mas não estão nem aí para ela. Tião Carreiro e Pardinho já faziam sertanejo ostentação, a ostentação está no sangue dos brasileiros. Mesmo as músicas em que ostentavam o fruto de seu trabalho, o império construído também

Mulher, mas que beleza te ver sorrindo É o que me faz ver o dia mais lindo
Mulher, mas que beleza te ver sorrindo, vê que sem o outro a vida não tem graça

A verdade é simples, a pessoa trabalha por dinheiro, ninguém acorda 4 horas da manhã de segunda a sábado pensando “que bom que vou contribuir para meu país pagando 75% de custo Brasil”, quem acorda cedo e vai a luta merece e deve ficar com seu dinheiro e que todos possam ostentar uma casa boa, em um bairro bom, com um carro top, podendo escolher se vai de pista ou camarote. Gastar com você ou com quem você ama, a decisão tem que ser sua.


Ostentação é um direito natural, devemos poder comprar e ostentar aquilo que nós damos valor.

Renato Furtado
About Renato Furtado 93 Articles
Cristão, empresário e luta pela Democracia Plena. Dono da página Todo Trabalhador é Capitalista e RenatoFurtado.com no Facebook.

Be the first to comment

Comente para que eu possa evoluir a cada artigo