Solução para violência no futebol e briga de torcidas

Violência no futebol, a culpa é de quem? CBF (Confederação Brasileira de Futebol), STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), Torcidas Organizadas, Governo ou você? Segundo levantamento do R7 em 7 de Dezembro de 2014, ao menos 101 pessoas foram mortas nos últimos 26 anos devido a violência no futebol, sendo 86 dessas pessoas assassinadas fora do estádio.

Por terem mortes fora do estádio, a responsabilidade passa a ser do governo também e não apenas do STJD. O presidente do STJD é da CBF, então podemos considerar as duas organizações como sendo a mesma. A CBF por sua vez está nas mãos do governo e quando ameaça sair da linha, os governistas ameaçam fazer CPI para manter o controle, então não temos como dizer que o futebol não tem intervenção estatal.

E o que isso tem a ver com violência no futebol? Em 1988 houve o primeiro assassinato, que se tem notícia, em que a justificativa foi briga de torcida, no caso palmeirense morto supostamente por corintianos. Em 2003 foram criados os Estatuto do Desarmamento e o Estatuto do Torcedor onde no primeiro desarmou a vítima, o deixando indefeso contra um grupo de agressores e no segundo retirou a culpa dos agressores jogando para os Clubes, nem preciso contar o resultado.

Mortes se seguiram e jogam a culpa sempre na torcida organizada, mas a verdade é que a culpa é do governo, prova disso é que o número de homicídios aumentaram se comparados a 2002, tanto relacionados ao esporte, quanto os outros homicídios. Com leis defendendo o bandido como auxilio reclusão, desarmamento, impedimento ao direito a legitima defesa, comida e teto de graça no período que estão presos, os crimes só tendem a aumentar.

A impunidade é fator trivial, além da idolatria aos criminosos, ainda temos o Estatuto do Torcedor que joga a culpa para o clube. Agora além dos fanáticos que matam e ficam impunes, ainda temos que combater assassinos de alugueis e fanáticos infiltrados em torcidas rivais que matam apenas para punir o time adversário.

E o torcedor tem culpa? Não meu amigo, não temos culpa se tem um ou outro louco na multidão, a nossa única culpa é de não fazermos um protesto contra a intervenção estatal nos esportes, nossos times estão cada vez mais nas mãos do governo que manipula campeonatos para que sejam conduzidos de acordo com a necessidade política. Sugiro a criação de um uniforme de protesto e que todos possamos nos unir e ir assistir nosso time com uma camiseta escrito: “Não a intervenção estatal nos esportes, punam os bandidos e não meu time.”

Renato Furtado
About Renato Furtado 93 Articles
Cristão, empresário e luta pela Democracia Plena. Dono da página Todo Trabalhador é Capitalista e RenatoFurtado.com no Facebook.